SUSTENTABILIDADE

Desenvolvimento local e sustentabilidade: dois pilares que alicerçam a proposta de trabalho do Instituto Gandarela e a construção do Complexo Cultural que abrigará a réplica do Shakespeare Globe Theatre na cidade de Rio Acima, em Minas Gerais.


Toda a concepção do projeto se baseia na formação de profissionais da região para atender a demanda que será criada na concretização de cada etapa da construção do Complexo Cultural Gandarela.


Já em 2013 serão realizadas oficinas e cursos de formação de atores, diretores, cenógrafos, marceneiros, figurinistas, iluministas, designers, músicos, produtores culturais e administradores - tudo para formar e qualificar mão-de-obra local em áreas diretamente relacionadas ao funcionamento do teatro.


A intenção é, aos poucos, mudar a vocação econômica da região - hoje voltada para a mineração - e criar um pólo de formação, criação, produção e difusão das artes cênicas no Brasil e na América Latina.


Para isso, o projeto conta com um apoio da Prefeitura Municipal de Rio Acima, que mudará o Plano Diretor da cidade para que o novo empreendimento seja acolhido de forma planejada.


Um plano de desenvolvimento turístico integrado para a região, que abriga 25 cidades do Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais, também está sendo desenvolvido e abarca municípios como Ouro Preto, Itabira, Sabará, Nova Lima, Itabirito, Mariana, Congonhas, São João del Rey, Tiradentes e Brumadinho.


Para isso, os responsáveis pelo Complexo Cultural estão discutindo com o governo do Estado a possibilidade de reativar a antiga linha de trem que liga Belo Horizonte a Rio Acima, facilitando o acesso de moradores da cidade e turistas à programação do Globe brasileiro.


Um trajeto certamente agradável e deslumbrante, já que a cidade fica aos pés da Serra da Gandarela, região de preservação ambiental rica em belezas naturais, cachoeiras, rios e abundante flora e fauna. E que merece, antes de tudo, ser preservada.

Entenda o Instituto Gandarela



Família de parceiros


UM PALCO BRASILEIRO PARA SHAKESPEARE

 

 

 

“Não queremos simplesmente construir mais um equipamento cultural no País. Queremos dinamizar a economia local, envolver a população, formar plateia e fomentar novos atores culturais”

Powered by Readyportal